O Natal é uma época do ano de grande agitação e confusão e por vezes temos tendência a esquecer-nos um pouco dos animais. No entanto estas épocas deveriam exigir cuidados redobrados para evitarmos: problemas de alimentação, ingestão de corpos estranhos ou até envenenamento acidental.

Gato

Devemos ensinar o gato que a árvore de natal não é um brinquedo e que caso este se aventure poderá magoar-se. Para esta situação poderemos utilizar um repelente de gatos na árvore e evitar coloca-la junto a moveis ou cadeiras que sirvam de apoio para subir.

s árvores artificiais são mais seguras que as naturais por causa das agulhas dos pinheiros. Por serem pontiagudas e finas, caso o gato as engula poderá causar danos graves nos órgãos.

Os enfeites de devem ser de materiais inquebráveis para que caso caiam não se partam.

Se utilizarmos velas devemos ter a certeza que o gato não tem acesso a estas. As velas de cheiro ou incenso podem agravar/provocar alergias em animais.

As plantas típicas do Natal como o azevinho, são tóxicas para gatos, podendo provocar desde vómitos a diarreia e outros problemas mais graves.

Os gatos só podem comer a sua própria comida. Avise todos os convidados que o gato não poderá ingerir qualquer outro tipo de comida e afaste dele qualquer alimente que desperte o interesse.

Os gatos são animais de hábitos e rotinas. Se tiver uma divisão onde o possa colocar durante a festa com água e comida será perfeito para ele.

Cão

Se vamos receber muita gente em casa, é natural que o cão fique muito agitado. É importante arranjarmos tempo para dar um passeio com o cão. Desta forma, na altura do jantar ele estará mais calmo e não fará tanto alarido.

Tal como nos gatos se tivermos uma zona onde ele possa ficar calmo com comida, água e a cama, será perfeito.

A refeição do cão deve ser feita ao mesmo tempo que a nossa, para que assim ele fique entretido e não vá pedir à mesa. Para além disso poderá felicitar o seu cão com uma comida diferente. Mais uma vez proibir qualquer convidado de dar comida ao cão, não nos podemos esquecer que por exemplo o chocolate é tóxico para os cães.

Não devemos deixar espalhados os sacos e os papéis de embrulho pois o cão poderá ciar na tentação de roer ou até engolir.

Cuide bem do seu parceiro, não vá se divertir e esquece-lo, ele também precisa ser lembrado nessas datas festivas!!